segunda-feira, 26 de junho de 2017

O prazer de mal dizer

Se é verdade que o povo português quando é preciso ajudar em cenários de catástrofe está sempre pronto, por outro lado também é verdade que no dia a dia normal tem um prazer enorme em mal dizer.
Em criticar só porque sim .
Em fala só para não estar calado mesmo que não saiba do que está a falar.
Aconteceu-me ontem quando alguém que lido frequentemente fala sobre uma marca que conheço bem e fala sobre o facto de ser cara e não se justificar. Perguntei-lhe se sabia o porquê de ser cara. Expus-lhe todos os motivos que levam a que seja uma marca mais cara do que o normal. Ouvi o argumento de que a marca X é mais conhecida do que essa marca e é mais barata. Ok, muito bem. Mas há  respeito. Porque é que as pessoas hão-de criticar tudo? Se é caro é porque é caro e não se justifica. Se é barato é porque é barato e não deve valer nada.
O mesmo acontece em relação ás pessoas. Se fazem uma vida boa é porque tiveram sorte, nunca porque trabalharam. Se é uma mulher a singrar é porque anda com alguém que leva a tal e não por mérito próprio.
É triste. A sério que me entristece este tipo de gente. Há espaço para todos. Cuidem da vida de cada um. Deixem os outros. Se lutarmos tanto pelo que é nosso quanto se critica o que é dos outros haveria pessoas muito mais felizes.




Bom dia e boa semana!

sexta-feira, 23 de junho de 2017

S.João

Junho é mês de santos populares, o Santo António já lá vai mas hoje é noitada de S. João.
Segundo sei, o S. João é festejado com mais ênfase aqui na zona Norte - corrijam-me se estiver enganada - e aposto que já há muita gente a pensar no que vai vestir logo à noite para a sardinhada e depois a noitada.

Eu sou apologista de que noite de S. João é para estar o mais confortável possível. É dia de sardinhadas, muitas das vezes come-se de pé, quem come nas barraquinhas dos arraiais anda muito até encontrar onde jantar por isso o ideal é andar à vontade.
E claro, a famosa noitada em que se fazem km a andar rua acima, rua abaixo de martelinho na mão.
Por isso mesmo deixo-vos algumas inspirações do que vestir nesta noite quente de S. João.







Eu , considerando que vou directa do trabalho para uma sardinhada optei logo de manhã por vestir uns jeans, uns top branco e as minhas stan smith verdes.  Sei que vou andar muito, porque assim o foi todos os anos embora a folia já tenha diminuído e já não há a loucura de só me deitar as 6 da manhã.





E vocês, já tem planos para o S. João? Festejam? Contem-me tudo!!


Bom dia!
É sexta-feira!

quarta-feira, 21 de junho de 2017

terça-feira, 20 de junho de 2017

segunda-feira, 19 de junho de 2017

Agradecer será sempre pouco

Se há realmente heróis neste pais são sem dúvida os bombeiros.
Se há alguém a quem temos que homenagear, a quem temos que bater palmas é aos bombeiros. Homens e mulheres que enfrentam as gigantes chamas em troco de muito pouco ou até mesmo de nada quando falamos dos voluntários.
Homens e mulheres que muitas vezes saem de casa sem saberem se voltam.
Que enfrentam temperaturas elevadíssimas, que vem as chamas acima de si. Que tentam salvar tudo e todos. Seja uma pessoa, seja um animal.

É por isso que me custa ver e ouvir pessoas a criticarem os bombeiros. Eles fazem o que podem e o que não podem. Eles combatem incêndios dias a fio, na maioria das vezes com material já velho. Quantos deles combatem incêndios já magoados. Cheios de fome e cansados.
No ano passado, quando o fogo também andou ás portas de casa da minha avó vi carros de bombeiros chegarem de outros focos de incêndio. Vi uma bombeira descer do auto-tanque com um pé ligado e a coxear. Ela continuava ali, pronta para a luta.
Foi então que um bombeiro se aproximou de mim e me perguntou: "menina, vila cova é o nome da aldeia, é o lugar, é o que?" e eu respondi-lhe que vila cova era o nome da aldeia que fazia parte do concelho de Barcelos. Foi aí que ele me respondeu "sabe, nós somos do Alentejo". Senti um murro no estômago e fiquei calada por segundos. Apeteceu-me abraçar aquele bombeiro mas apenas lhe consegui dizer "obrigada".
Perguntei-lhe se os podíamos ajudar de alguma forma, pediu-me cafés e água e foi o que lhes demos. Minutos depois entraram fogo dentro.

Por isso, aqueles que criticam que os bombeiros não vieram, não quiseram saber, eu acredito que o desespero é grande, mas lembrem-se sempre que eles não chegam porque não querem. Não chegam porque não podem.
E desculpem se o que vou dizer possa parecer agressivo, mas quantos dos que criticam apoiam os bombeiros durante o ano? Quantos são sócios dos bombeiros? Não basta criticar quando precisamos deles.

Um bem haja a todos os bombeiros que diariamente arriscam a vida por nós.

Agradecer será sempre pouco!




Bom dia!

domingo, 18 de junho de 2017

Pedrogão Grande

Foi com as piores notícias que todos nós acordamos hoje de manhã. Os cenários dantescos que tantas vezes vimos nas tvs de fogos na Australia aconteceram aqui no nosso Portugal. Vidas foram roubadas quando tentavam viver ao fugir da fúria da natureza. Ontem a natureza mostrou que quando quer é ela que manda. 

Um abraço apertado para aquelas famílias que foram castigadas. Um obrigado enorme aqueles homens que estão no terreno, dia e noite, sem descanso, muitos deles voluntários. Não percam as forças. 

É preciso fazer alguma coisa para que isto não volte a acontecer. Algo tem de ser pensado. Isto não pode voltar a acontecer. 



Planos para hoje! 
Acompanhem tudo no instagram!

Weekend Music


"dance, dance, dance"

sexta-feira, 16 de junho de 2017

 É fim de semana!!

Vamos à praia?

A época de praia está mais do que aberta, as temperaturas estão mesmo a pedir umas idas à praia e à piscina.
Por isso mesmo já ando de olho nos biquínis que andam nas lojas para escolher qual o que vai fazer parte da minha colecção.







Os dois primeiros e as cuecas azuis são da Tezenis. Adoro o azul marinho com motivos naúticos. E aquele tipo de cueca acho que assenta lindamente. 
Já os dois últimos são da MO e as riscas sempre fizeram parte do imaginário praia. Já o coral num corpo bronzeado fica lindo lindo!

E vocês, já escolheram o vosso?


Bom dia Sexta-feira!

terça-feira, 13 de junho de 2017

Sabores de Verão | Hamburgueres de atum e aveia

O verão está ai mesmo mesmo a chegar e com o calor que se faz sentir já só apetecem comidas leves e que não pesem tanto nem no estômago nem no corpo.
Foi por isso mesmo que decidi partilhar com vocês algumas receitas mais leves e mais saudáveis.
Começamos então pelos hambúrgueres de atum.

Ingredientes para 8 hambúrgueres:
- 3 latas de atum em água
-1 ramo de salsa picada
-1/2 cebola picada
-1/2 pimento vermelho
-1/2 pimento verde
- 3 colheres de sopa de aveia 
- 2ovos
- 1 pitada de sal fino
- orégãos
- pimenta branca

Preparação:
Comecem por picar a cebola, a salsa, e os pimentos. Juntem o atum, a aveia e os dois ovos inteiros, temperem com sal, pimenta e orégãos e mexam tudo com a mão de modo a terem uma massa bem misturada e bem ligada. Se acharem que a massa ainda não está bem ligada podem colocar mais um ovo ou azeite. Eu nos que fiz coloquei apenas mais um bocadinho de claras de ovos pasteurizadas.

No fim é só formar hambúrgueres com as mãos e congelá-los para quando quiserem comer. Eu optei por envolvê-los individualmente em película.

Aqui estão eles, prontos a congelar!

Na foto só tem sete porque o namorado quis fazer um bem grande para ele!



Quem daí já experimentou fazer hambúrgueres de atum?
Quais são as vossas receitas de verão? Contem-me tudo!!

Bom dia! 
Para quem goza o Santo António, bom feriado.

segunda-feira, 12 de junho de 2017

Review #02

Domingo. Final de tarde. Pele a precisar de mimo. Altura ideal para testar a Black Seaweed Peel-Off. Testar o quê  Catarina? A máscara preta do Celeiro.
Esta máscara é feita à base de algas marinhas e é indicada para peles mistas a oleosas. Tem como objectivo limpar em profundidade, eliminar as impurezas e controlar a oleosidade.



O meu maior objectivo quando a comprei era eliminar ou amenizar os pontos negros que tenho no queixo. É esta a parte mais critica da pele da minha cara.

Lavei a cara com agua quente para que os poros abrissem e depois coloquei a máscara no queixo. Não coloquei na cara toda porque tinha medo que doesse ao retirar.
Depois de aplicada esperei 25minutos para que actuasse e depois disso então levantei uma pontinha e retirei-a.




Inicialmente a olho nu, achei que não tinha feito efeito nenhum que os pontos negros estavam todos lá. Mas depois passei a mão e já não senti todos aqueles altinhos.
Comparei então a foto do antes e depois e realmente há alguma diferença.



Já ouvi quem dissesse que o ideal era aplicar duas vezes, para que na 1ª vez a máscara abrisse os poros e na 2ª então puxasse as impurezas.


No final o meu feedback é positivo porque para além do que já mencionei, a máscara deixou a zona do queixo bem fresquinha e seca.

Podem encontrar estas máscaras individuais no Celeiro por 1.79€

Já alguém usou? Qual a vossa opinião?

Bom dia e boa semana!

sábado, 10 de junho de 2017

10 de Junho

No dia de hoje, lembrar-mo-nos da sorte que temos em estarmos no nosso país e não precisarmos de sair daqui para vingar na vida. Lembrar-mo-nos do que de bom se faz em Portugal. Lembrar-mo-nos da sorte que temos por sermos "um jardim à beira mar plantado" em que muitos dos problemas graves não chegam cá.

Deixo-vos ainda a letra do nosso hino nacional que vai para além daquilo que todos cantamos e que pouca gente sabe deste facto.

Lembrar também o enorme poeta que ajudou a reconhecer Portugal ao escrever os seus Lusíadas, mas que tantas outras obras teve.







Que este ano o dia seja para elogiar também o nosso pais e não só criticar.

Bom fim de semana! 
Sejam felizes :)

sexta-feira, 9 de junho de 2017

quinta-feira, 8 de junho de 2017

Time to change #01

Nasce hoje um novo espaço no blog. Um espaço dedicado a dar-vos a conhecer pessoas que acharam que estava na hora de mudar. Acharam que estava na hora de fazerem mais por si mesmas.
Quantas de nós não pensamos já que estava na hora de nos dedicarmos mais ao desporto? Que estava na hora de lutar por aquele corpo que sempre desejamos mas que achamos que só com exercício físico e dieta não vamos lá? Eu própria já o fiz!
Vou mostrar-vos que tudo isto é possível. It's time to change!!

Conheci a Sandra quando no feed do meu facebook num grupo de fitness vi a foto da evolução dela. Li os comentários e percebi que tudo isto foi feito através do exercício e da alimentação. Dei uma olhadela no facebook e no instagram e percebi que a Sandra além de uma mulher que gosta de se cuidar é também mãe e profissional na sua área e ainda assim conseguiu perder o peso que queria. Fiquei com curiosidade e por isso mesmo achei que seria uma boa ideia entrevistá-la.
Querem conhecê-la também?

"Sandra Santos, 32 anos, mãe e bancária de profissão."

1- Sempre foi uma pessoa com excesso de peso ou por algum motivo o peso apareceu a uma dada altura da sua vida?
    Regra geral, durante a minha vida nunca tive excesso de peso, no entanto foi algo que se agravou quando saí de casa dos meus pais aos 26 anos. Os números na balança começaram a subir, não tinha cuidado com o que comia nem com as quantidades. Eu adoro comer e o descontrolo foi muito fácil. A partir daí foi um bocadinho io-io… emagrecia e recuperava. Lembro-me de um certo dia em 2011 em que saí de casa para comprar uma balança para ter em casa. Quando me pesei batia nos 59 Kg e foi um choque. Foi o peso mais alto que tive sem ser na gravidez. Cerca de 10 Kg ganhos em cerca de um ano.

 2- Qual foi então o momento em que se deu o clique de que precisava de mudar?
  No fundo fui tendo vários cliques e daí o io-io de peso referido anteriormente. Por exemplo, um dos momentos maiores de clique da minha vida foi quando no final da minha licença de gravidez, apenas a duas semanas de regressar ao ativo, percebi que a minha roupa de trabalho não me servia. Consegui regressar ao trabalho mais magra do que estava antes de engravidar apenas com alteração alimentar. Mais tarde recuperei algum do peso novamente. O clique atual deu-se no início deste ano em que me apercebi que o desleixo se estava a apoderar de mim novamente. O ano de 2016 foi muito duro em termos pessoais e foi fácil desligar de novo, principalmente no último semestre do ano. Em Janeiro de 2017 disse basta. Inscrevi-me no ginásio e a qualidade da alimentação passou a ser um grande foco.


 3- Quais foram as principais mudanças que fez no seu dia a dia?
       As principais mudanças foram mesmo alimentares. Foquei-me na ingestão de alimentos não processados e alimentos como bolachas, pão branco, doces, gorduras saíram por completo do meu plano alimentar. Apostei numa melhor hidratação, legumes, frutas, hidratos e gorduras boas. Outra mudança foi o lugar que o exercício físico voltou a ter na minha vida. 



 4- E a nível de treino? 
     Atualmente complemento ginásio, onde para além de fazer algumas aulas (Cycle, Body Pump, Body Attack…) tenho também PT que até então me acompanhou 1 vez por semana. Para além do ginásio também corro na rua e faço treinos de HIIT em casa. Tento planear a minha semana de forma a ter um bocadinho de tudo em termos de exercício. O exercício não surgiu apenas agora na minha vida. Fui mãe em 2014 e sempre gostei de correr. No final de 2014 fiz uma promessa a mim mesma… que em 2015 haveria de conseguir correr 10 Km. Fiz a minha primeira prova de 5 Km em maio desse ano e garanto-vos que nessa corrida o meu único pensamento era “jamais vou conseguir correr 10 Km”. O certo é que sensivelmente um mês depois,em treino sozinha, o consegui. Após um período lesionada, em outubro de 2015 voltei a repetir a façanha na corrida do Sporting Clube de Portugal, com baixa significativa de tempo. Foi uma vitória. 


 5- Quais são as suas rotinas de treino?
   Não tenho propriamente uma rotina de treino. Os meus horários de trabalho são atualmente rotativos e tenho de conciliar tudo com o facto de ser mãe. Tento que haja pelo menos um momento de ginásio e um treino em casa por semana mas nem sempre é possível. O foco principal para mim é, mesmo em semanas mais complicadas, nunca descurar a parte alimentar.

 6- A Sandra é mãe e tem uma profissão. Como é que arranja tempo ainda para cuidar de si e da sua saúde?
    Por vezes é uma gestão complicada no entanto quero sublinhar algo… não é impossível, mães! Sou uma pessoa que gosta de ter tudo planeado e aproveito-me dessa “mania” para gerir a vida da melhor forma possível. Em alguns fins-de-semana por exemplo, enquanto a minha filha dorme a sesta, eu estou a treinar no quarto ao lado, ou saio para uma corrida. O tempo para mim não é descurado, nem o tempo para ela. Também aproveito o facto de a minha filha (3 anos) ter uma energia endless… ainda este fim-de-semana “treinou” comigo! É super divertido vê-la a meu lado a tentar imitar os exercícios que vou fazendo e acrescento… é muito boa a fazer burpees, garanto-vos!! J
7
7- Nos dias de maior desmotivação, como é que se motiva?
     Olho para as minhas fotos de “antes de depois” e vejo o que já alcancei. Para além disso, há todo um mundo “fit” que sigo por exemplo no IG que me motiva diariamente. Os feedbacks que vou tendo de quem acompanha o meu Instagram @sandra.isasantos (onde partilho rotinas de treino e receitas saudáveis) também são extremamente motivadores. É muito cliché mas quando penso desistir, recordo-me porque quis começar este novo ciclo. 



8- No total, quantos quilos já desapareceram da balança?
      Atualmente estou a rondar os 50 Kg. Entre janeiro e junho perdi cerca de 5 Kg, o que pode não parecer muito. Como sou muito baixinha (1.55 mt) visualmente faz muita diferença. No entanto, atualmente confesso que não me foco no peso mas sim noutras medidas, como centímetros de cintura, anca e perna. Comparando medidas de fevereiro deste ano com as atuais, na cintura perdi cerca de 13 cm, na anca 7 cm e nas pernas aproximadamente 5 cm. Estou numa fase em que não posso perder mais peso e a “luta” que vou iniciar é de aumento de peso mas com base na substituição de massa gorda por massa magra (músculo). Os exercícios de cardio vão ter de diminuir e aumentar treinos de musculação.
9- Para terminar, qual a mensagem que quer deixar para quem está a precisar de um incentivo para começar ou para não desistir?
1      Desistir nunca pode ser opção pois não nos deixa mais perto dos nossos objetivos. Existem dias mais difíceis que outros mas recordem-se que a meta a que se propõem não é impossível. Todos nós temos cá dentro muito mais força e determinação do que imaginamos, no entanto não queiram mudar tudo num dia e sejam pacientes… os resultados não surgem apenas porque fomos a uma aula ou fomos correr um pouco. Surgem com a consistência dos nossos comportamentos alimentares e de exercício. Estarei deste “lado”, à distância de um clique para ajudar a motivar quem precisar J.
Se eu consegui, tu também consegues!




A Sandra é o primeiro exemplo que vos trago de que é possível tornar-mo-nos naquilo que queremos.  Basta haver vontade, determinação, persistência e paciência.
Sigam-na no instagram @sandra.isasantos e vejam todas as dicas que por lá vai deixando.

Obrigada Sandra por este testemunho tão inspirador. 

*fotos gentilmente cedidas pela Sandra.


j